A paciência é uma das conquista mais difíceis para nós.
O que poucos sabem é que paciência não é uma emoção. É um estado emocional.
Quem olha para ela como emoção quer senti-la fazendo força, usando artifícios que exigem muita energia, e podem até chegar a conseguir em uma ou outra ocasião usando respiração, oração, chá calmante, vontade e firme e outros mecanismos mentais que apenas reprimem a explosão de impaciência. Claro, isso tem muito valor. Reprimir, porém, não significa conquista, é apenas controle. Quando você conquista, você expressa sua conquista na forma de ser e não apenas domina seu lado sombrio.
Aa conquista da paciência como estado emocional, a verdadeira paciência, é efeito, um resultado de uma série de comportamentos e formas de lidar internamente com os acontecimentos da vida externa.
Para entender isso é necessário mergulhar em processo de autoconhecimento diário e verificar por meio de um a “balanço” do seu dia, em quais contextos você foi impaciente e começar a analisar o que está na raiz desse estado explosivo. Vamos analisar três exemplos:
1) Algumas pessoas são impacientes porque não aceitam os acontecimentos da vida. Estão sempre pressionados pelo que representam os problemas da vida em sua vida mental, e adicionam a eles uma visão pessimista e pesada demais aumentando suas proporções. O sentimento mais presente para não se aceitar os problemas costuma ser o medo. Por medo de perder algo, por exemplo, a vida emocional transforma-se em uma tormenta. É o medo do futuro. Outros, ao contrário, já perderam algo importante e não aceitam também, é o medo do futuro em função do passado e do que ele significa no presente. Outro sentimento muito comum aqui é a revolta. Tem pessoas revoltadas com a vida, que não aceitam e ainda acham que o mundo é um lugar infeliz, que projetam sua inconformação em tudo e em todos. Quem não aceita a vida e as pessoas como elas são é muito impaciente.
2) Outras pessoas são impacientes porque estão sobrecarregadas, isto é, ultrapassando seus limites em alguma coisa na sua vida ou em alguma relação conflituosa. Uma das emoções mais presentes em pessoas assim é a irritação, que é um sinal de alerta de que algo está além de suas forças. Quem está vivendo com cargas maiores que a que suporta carregar é muito impaciente.
3) Existem também as pessoas impacientes por serem portadoras de temperamento agressivo, forte, marcante. Esse temperamento agressivo não tem nada de errado. A agressividade é uma energia benéfica. Ela é uma das mais fortes energias de proteção da aura. Pessoas agressivas são muito protegidas, naturalmente. O que essas pessoas não sabem é o que fazer com essa força e quase sempre a transformam em um hábito de ser impaciente. É ai que essa força se volta contra ela própria deixando de ser um escudo de proteção e se tornando um espinho que fere a si mesmo, furando buracos na aura e desprotegendo-a. Quem tem essa qualidade da agressividade sem habilidade de usar de forma inteligente essa força é muito impaciente.
Não existe quem nasça impaciente ou paciente. Existem formas de lidar com a vida e as respectivas emoções que esses fatos provocam no íntimo de cada um de nós.
Sem dúvida, a impaciência é um sintoma claro de nossa falta de maturidade emocional para saber como viver de bem com a vida. Até ai tudo bem. Afinal qual de nós nasce pronto, paciente e bonitinho emocionalmente?
O que torna esse tema muito grave é acharmos que somos impacientes e vãos morrer assim, como se isso fosse um traço da personalidade irreparável e impossível de transformar.
Quantas pessoas eram impacientes e mudaram. Você conhece alguém assim? Eu conheço.
Quer ser mais paciente? Não use apenas repressão. Isso vai te matar dos nervos. Descubra por meio de constante auto avaliação qual a natureza da sua impaciência. O que é que está por trás dessa conduta infeliz que hoje é tremendamente rejeitada, e que pode pôr a perder uma vida. Quantos acidentes, mortes e fatos nocivos não acontecem por conta desse estado emocional. Pessoas impacientes querem tudo no seu tempo e isso não funciona assim na sociedade ou na vida de relação.
Pessoas impacientes não nasceram assim. Acostumaram-se a ser assim. Não acharam ou não quiseram achar outro caminho.
Da mesma forma, pessoas pacientes não são assim porque nasceram assim. Elas aprenderam a lidar com o que as tornava mau humoradas, irritadas, estúpidas, mal-educadas, ansiosas, depressivas, negativas, melindrosas e explosivas.
Em meu trabalho profissional utilizo uma técnica de PNL – Programação Neurolinguistica chamada “mapeamento de emoções”, para ajudar meu cliente a identificar sua estrutura mental de impaciência. Os resultados são fantásticos.
Podia ter um remedinho como esse da foto né? Ficabonzim. rsrsrsrsrs