Em um relacionamento que esteja te fazendo mal, mesmo que haja amor, deve ficar claro que isso é um sintoma de que a RELAÇÃO está desnivelada, isto é, a forma de conviver não está adequada às necessidades e interesses de ambos.

Alguém está dando muito e outro pouco. Alguém está priorizando a união e o outro com pouca motivação, alguém fazendo demais e o outro de menos.

Relacionamento é nutrido por priorização e reciprocidade que permitem equilíbrio.

Se isso não acontece, identifique rápido onde está o desnível e faça propostas de melhoria. Esteja consciente de que o problema É SEMPRE dos dois. Não há santos ou pecadores. Existe um processo relacional mal orientado.

Não havendo essa melhora, pense com muita frieza se você está esperando algo que alguém nunca conseguirá te oferecer, e desiluda-se. Se tiver essa coragem poderá se poupar dos maiores dissabores de sua vida.

Se está te fazendo mal, reflita com urgência e tome uma atitude. Relacionamento é para agregar, crescer e tornar nossa vida melhor, do contrário…

A gente vai vivendo e aprendendo quem deve ficar dentro do coração da gente e quem apenas deve receber bons sentimentos do nosso coração, mantendo-os mais distantes ou talvez até bem longe. É isso. Alguns vão ficar aqui, bem aqui dentro. Outros ficarão de fora, apenas recebendo uma boa energia.

Existem relações que fluem, que somam, que nutrem, que nos fazem sentir bem. Existem outras que são pesos e perdas. Algumas dessas você pode dispensar, porque são pesos desnecessários. Outras serão lições essenciais. Aprendizados que você necessita fazer.

O certo é que a palavra reciprocidade diz muito no tema dos relacionamentos para torna-los saudáveis, duradouros e vitalizados.

Se alguém é 80% na relação, e outro é 20%, você vai carregar, forçar a barra para dar certo. Resultado? Uma experiência conflituosa e muito desgastante para você.

Reciprocidade é a uma via de mão dupla. Dar e receber. Receber e dar. E tudo feito ESPONTANEAMENTE, porque você escolheu amar alguém. Isso não serve apenas para relacionamento amoroso. Serve também para amizade, para pais, para mães, para filhos, para colegas…

Reciprocidade está naquela pessoa que não concorda com suas ideias, mas tem sempre um sorriso, e te abraça e ainda brinca com suas opiniões, fazendo você sentir que você não é dono da verdade e talvez tenha mesmo que repensar algumas coisas.

Reciprocidade está naquela pessoa que deixa claro que sua presença lhe faz bem. Que sente bem com você. Que gosta de te ver. Que manda recados quando você desaparece.

Reciprocidade está em te ver por igual, porque quem te coloca muito acima do que você é, ou muito abaixo do que você merece, vai criar desconforto, julgamento. Vai dar ideias que não servem, e não vai fechar a conexão vibratória.

Reciprocidade está naquela pessoa que tem o astral do bom humor, aquele palhacinho que adora levar tudo na brincadeira, e quando as coisas são mais sérias, eles ainda conseguem relaxar o clima.

Reciprocidade está na atitude daquela pessoa que emite um recado emocional claro que te aceita como você é. Ela é uma energia que te faz sentir bem.

A gente vive e aprende a frequência vibratória da reciprocidade. Ela é energia, fluxo, acolhimento, força de atração e um potente campo energético que alimenta e motiva.

Tem gente que te aprecia, te quer bem, te enaltece, te incentiva, mas… nada disso quer dizer que seja reciprocidade… São pessoas travadas, prisioneiras de seus próprios sentimentos. Eles gostam de você, necessariamente não estão na frequência da reciprocidade. Essas pessoas merecem os melhores sentimentos do seu coração, todavia, não vão fazer parte do lugar sagrado, ai dentro do seu coração, onde só entra gente rica que corresponde suas mais profundas fibras de sensibilidade.

Esse o mérito da experiência. Saber quem está e quem não está com você. Quem está sendo recíproco e quem está na sombra da dúvida, da limitação emocional, do gostar por interesse, da má intenção calculada e do preconceito.

Nem todos realmente são obrigados a gostar de você. Fato!

RESUMO DA ÓPERA: permita entrar em seu coração quem expressa clara manifestação do quanto vibra pela sua felicidade. Os outros… Respeite-os, aceite-os, porém, os mantenha em um lugar que te proteja os limites e garanta sua própria paz e saúde emocional. Por uma questão de energia a vida não trará somente pessoas recíprocas. Aprenda a distingui-las pela vibração que te causam.